RC.png

RACERCLUBE @ 2020

Buscar

We are the champions! Apresentamos os campeões da T-Start.



Os primeiros a gente nunca esquece! Não tem um ditado mais ou menos assim? E com toda certeza não esqueceremos de cada um dos pilotos e equipes que fizeram parte da etapa inicial do projeto Racer Clube. Todos, sem exceção foram e continuam sendo importantes na implementação e evolução das nossas ideias, porém, existem aqueles que se destacaram e já reservaram seu espaço no nosso hall de campeões. Nesta matéria você confere um pouco de cada história construída por esses pilotos. Acelera! Começamos com quem se destacou entre os destacados. Sim, já tivemos o primeiro “bi-campeão” entre os vencedores da temporada. O argentino voador Juan Manuel Gomez, o Juanma, reconhecido pela velocidade entre os carros de turismo confirmou o favoritismo e faturou o título da Copa Marcas, com direito a uma vitória espetacular por apenas dois milésimos sobre o segundo colocado em Interlagos. Espetacular também foi a campanha do título na Fórmula 3 onde venceu 4 das 5 corridas possíveis, e se mostrou muito forte também nos monopostos defendendo as cores da TR Bluvos Motorsports. E de Buenos Aires embarcamos para Sant’Agata Bolognese, na Itália, cidade sede da Lamborghini que fez dois campeões nas duas categorias de Gt’s do Clube. Pelos lados do Automobilista, a GT Series foi vencida por Fabrício Matheussi da Thermo MS Racing, que mostrou quem não só de sorte vive um campeão. Venceu a etapa de Barcelona com uma dose de felicidade, mas foi concentrado e imbatível na última prova que garantiu o título em Nurburgring. Já Diego Cargnin foi “o cara” da GT Challenge no Assetto Corsa. O piloto da RDR PRO GT Racing Team começou de maneira “estranha” em Mugello, mas com duas vitórias incontestáveis em Monza e Ímola, superou grandes adversários e garantiu o título da categoria.

Nos ovais Os Sinistros dominaram novamente. Enquanto que o experiente Felipe Portela foi campeão da Nascar Series com apenas dois pontos de vantagem depois de uma corrida alucinante em Indianapolis, recheada de ultrapassagens arriscadas e manobras emocionantes durante os últimos momentos da corrida, o “jovem” Pedro Moura surpreendeu à todos (pelo menos à nós) ao conquistar no meio de tantas feras da IndyCar Series o seu primeiro título no Automobilismo Virtual, de maneira serena e competente com direito a vitória da 2ª etapa em Charllote. A dúvida que fica é: Alguém vai fazer frente a equipe na Temporada 2? Veremos. E para finalizar nossas lembranças dos campeões falamos agora sobre a decisão "mais quente” da temporada, com direito a troca de tinta e muita “confusão” na batalha pelo título da Copa Montana. Tadeu Costa da Logitech Racing Team mostrou que dá para ser campeão chegando em 2º lugar sim. Porque não? Mas para isso é preciso ser constante e disso não podemos duvidar. Foram 5 pódios em 5 provas, e com os resultados conseguiu superar pilotos em grande fase garantindo o título na última provada da temporada em Interlagos. Mais um para coleção do multi-campeão que deve ser nome forte presente na próxima temporada do Clube. Todos os campeões vão levar para casa sem custo adicional um troféu personalizado como forma de reconhecimento dos seus desempenhos vitoriosos aqui no Clube. Também levarão o mesmo prêmio aqueles que duelaram até as últimas curvas as possibilidades dos títulos e ficaram com os vice-campeonatos das competições. Marcos Furriel (HVM Racing Team) na Copa Montana, Raphael Camelo (AV Racing) na Copa Marcas, Michael Teichmann (TR Bluvos Motorsports) na Fórmula 3, Alysson Pacheco (Sinister Tribe) na IndyCar Series, Márcio Moraes (Gryphus Motorsports) na Nascar Series, Ricky Esteves (Thermo MS Racing) na GT Series e Christian Camargo na GT Challenge, também já deixaram sua marca no nosso hall histórico. Parabenizamos e congratulamos à todos.


2 visualizações