Buscar

Gustavo Vidal desfila e tira a zica na GT Challenge!


Depois de enfrentar uma situação completamente inusitada em Paul Ricard onde acabou sendo acertado pelo “cometa Nenes" que enfrentou problemas técnicos na etapa francesa, Gustavo Vidal (RDR PROGT) só queria uma corrida longe de erros e problemas na 2ª etapa da GT Challenge, disputada em Barcelona. Pois bem. Não só correu dos problemas como, enfim, mostrou o potencial da sua máquina o McLaren 650S que conduzido de maneira magistral para entrar de vez na briga pelo título da categoria. Em uma corrida que largou da ponta conquistada na sessão classificatória, e onde só não liderou quando foi aos boxes cumprir o regulamento de uma parada obrigatória, desfilou no circuito catalão e trouxe para casa uma vitória com V maiúsculo, dando um importante passo para sequência da temporada, confirmando a aposta certeira do “carrasco” Caio Russi, que já antecipava uma noite especial para Vidal que colocou seu nome do Hall de vencedores do Clube. - A corrida e a internet Enquanto G. Vidal disparava lá na frente, o restante do pelotão se comportava de maneira que já é característica deste grupo de pilotos. Em uma das corridas mais limpas e tranquilas desta temporada, apena um incidente foi registrado na primeira volta. Prejuízo para Marcos Vieira da Dark Square Tyres que acabou sendo acertado por Rafa Muniz da RDR PROGT. O até então líder do campeonato Ricardo Macieski (No2B eSports) que havia vencido a 1ª etapa, desta vez não parecia páreo para o desempenho os carros da fábrica inglesa. Na segunda posição desde a largada, não ameaçou a liderança em nenhum momento e fazia uma corrida “tímida” quando parou na volta 15, e tentava na estratégia aprontar alguma surpresa para G. Vidal. Mas a surpresa estava guardada para ele, que ficou sem conexão com o servidor na volta 20 e abandonou a prova prematuramente.

Conexão que foi uma dor de cabeça para alguns outros pilotos também. Pedro Giavoni (Dark Square Tyres) aparentemente foi a primeira vítima quando ocupava a 7ª posição. Na sequência, foi a vez de Thiago Camargo (Brava SimRacing) o 10º colocado também ficar de fora. Mais tarde, a poucas voltas do final, Guilherme Castro também da Brava SimRacing teve problemas e abandou a prova quando ocupava o 13º posto na corrida. Bruxa solta para uns, oportunidades para outros. E foi assim que Marcelo Menel que largou da 3ª posição se manteve a frente e conectado até o final para garantir a dobradinha da RDR PROGT. Enquanto que Allan Nenes da Black Wings RT (já citado nesta matéria com o codinome “cometa”) se recuperou muito bem da estreia complicada para fechar o pódio da noite. Willian Bariviera da No2B foi o 4º e Christian Camargo o cravou o top five.

- Estreantes

Duas estreias marcaram a corrida dois da temporada. Pela Project D, que já possuía piloto na Nascar Series no simulador rFactor 2, quem alinhou a bordo de uma Huracán foi o piloto Edu Oliveira. Edu que está há pouco tempo no automobilismo virtual e por sequência, no Assetto Corsa, fez o verdadeiro “café com leite” e finalizou no 16º posto marcando os primeiros pontos. Já Raphael Alves da também estreante MyP e-Sports, se destacou com uma corrida um pouco mais agitada. Largando na 7ª posição com sua Ferrari 488 GT3, chegou a ocupar a 4ª posição na corrida. Mas com uma parada a mais que todos os principais concorrentes, finalizou “apenas” na 9ª colocação da prova.

- Próxima parada

Campeonato segue agora para terra da Rainha onde no próximo dia 07/06 às 21h:45m, teremos a 3ª etapa do campeonato, marcando a metade da T2/2017. Em um circuito que reúne características de Paul Ricard e Barcelona, a expectativa fica para saber qual carro se adapta melhor as curvas velozes do traçado inglês. Por enquanto apenas Lamborguini e McLaren vencerem, mas não podemos esquecer que Audis, Ferrari e Mercedes, ainda tentam um lugar ao sol. Então fique ligado e não deixe de participar do próximo desfile das máquinas. Você não irá se arrepender!

Racer Clube, o seu Clube do Automobilismo Virtual.

0 visualização
RC.png

RACERCLUBE @ 2020