Buscar

Snow Schatten Esports garante o título da Sport Series em mais um domínio de Bruno Fernandes.


Dupla da Snow Schatten Esports conquista mais uma dobradinha na temporada.

O circuito virtual de Curitiba foi o anfitrião da 4ª etapa da AVV Sport Series. A pista que sempre reserva grandes emoções, deu a sua graça numa rodada no dois traçados disponíveis. E como se fosse obra do destino, a "curitibana" Snow Schatten Esports viu mais um excelente desempenho da sua dupla de pilotos. Começandou com mais uma pole-position de Bruno Fernandes na primeira corrida da noite, e terminando com mais uma dobradinha protagonizada por Fernandes e Raphael Camelo, que garantiram o título entre as equipes de forma antecipada. Título mais que merecido para a equipe que dominou completamente a temporada até aqui, e teve a oportunidade de comemorar em casa ficando agora na torcida para saber quem vai ser o campeão entre os pilotos.


1ª Bateria: Circuito Misto

Saindo da frente como de costume, Bruno Fernandes se aproveitou da largada de segurança e com tranquilidade foi se isolando das disputas que começavam a acontecer no pelotão. Ao fim da volta 2 uma disputa mais "tensa" entre Rodrigo Gaspareto (RDR PRO GT) e Fábio Henrique (Honey Comb) pela P11. Gaspareto conseguiu emparelhar com Fábio durante toda a reta, mas o defensor deu o mínimo espaço a ponto de Gaspareto espalhar um pouco, rodar e ficar atravessado num ponto muito perigoso na pista. Raphael Camelo por sua vez não fazia uma boa corrida, e com muitas dificuldades ia despencando no pelotão chegando apenas na 10ª posição. Lá na frente "o trio" da Racers4Fun formada por Eduardo Beninca, Jeferson Richart e Fernando Ribas, iam se enfrentando em uma "disputa caseira". Ao fim da 1ª bateria mais um Grand Chelem do "Gordinho Fernandes", que teve a companhia de E. Beninca e Jeferson Richart no pódio.

- Confira o resultado final da 1ª Bateria em Curitiba:

2ª Bateria: Anel Externo

A segunda corrida prometia uma disputa muito mais "eletrizante" no veloz anel externo do traçado paranaense. Na sessão classificatória já tivemos uma pequena demonstração com 16 dos 19 pilotos presentes, acelerando no mesmo segundo. A pole-position (mais uma vez) ficou com Bruno Fernandes, que novamente deu show de velocidade e perícia na hotlap. Fernando Ribas e Eduardo Beninca vieram na sequência com Bruno Siqueira (RDR Pro GT) conseguindo uma boa posição e largando no 4º posto, logo à frente de Raphael Camelo. Jeferson, que esteve no pódio, largou mal e saiu em 9º e duas posições atrás do seu irmão Jonathan Richart.


Disputas, confusão e mais disputas!!!


A corrida foi quente desde o começo, porém, a dez minutos do fim, formaram-se dois pelotões distintos. Quarenta e três segundos atrás do líder, Fábio Henrique puxava o "pelotão dos desesperados", formado por Fred Bull (E-Sports Brasil Racers), Fabio Henrique e Rodrigo Gaspareto. Juntava-se à eles o piloto Rafa Muniz (RDR PRO GT), naquele momento na condição de retardatário. Já no “pelotão da frente”, Bruno Fernandes era acompanhado por Ribas, Beninca e Camelo. Todavia, a disputa mais linda e limpa da corrida se deu fora dos pelotões, quando Marcos Moura (Racing Bears) defendia a sua nona posição dos ataques de Bruno Siqueira que acabara perdendo algumas posições voltas antes. Ambos passaram mais de meia-volta lado a lado até a finalização da ultrapassagem de Bruno, fazendo uma linda demonstração de perícia e respeito aos limites.


Quando os pelotões se encontraram, um mix de confusão e emoção tomou conta das disputas. Enquanto os carros da RDR rodavam em conjunto, o pelotão da frente se apertava com Camelo conseguindo se aproximar e ultrapassar Ribas a poucas voltas do final, no melhor ponto de ultrapassagem da prova: a curva 1. Camelo conseguiu emparelhar, mas ambos se deram pouco espaço e acabaram se tocando. Pior para Ribas que acabou passando a chicane. Ao voltar para a pista, atingiu seu companheiro de equipe, Eduardo Beninca, causando a sua rodada sem prejuízos na classificação. No rádio a comunicação entre Fernandes e Camelo foi crucial para o líder da prova "esperar" seu companheiro de equipe e lhe "oferecer" o vácuo, para que pudesse escapar dos adversários. Deu certo. E assim, conquistaram mais uma dobradinha garantindo o título de equipes.



- Confira o resultado final da 2ª Bateria em Curitiba


Próxima etapa acontece no dia 10/11, em Interlagos na capital paulista. Lá serão 40 minutos de prova com 40 pontos em jogo que definirão o grande campeão da temporada. Cobertura completa da XtremeTV. Até lá.



- Confira o VT da Etapa:


94db9c3c1eba8a38a1fcf4f223294185.png
RC.png

RACERCLUBE @ 2020